quarta-feira, 18 de março de 2015

A formiga e a Abelha


  Ninguém imaginaria uma amizade entre uma formiga e uma abelha. No entanto, quando se conheceram estranhamente criaram afinidades e fincaram uma amizade. Com suas peculiaridades e diferenças, as duas tiveram que se adaptar uma a outra para evitar que se machucassem. 
  A formiga era um pouco distraída e sem perceber machucava com seu ferrão, já a abelha era um pouco bruta e machucava todos ao seu redor com seu ferrão. No decorrer da amizade, elas tentavam evitar machucar uma a outra, porém era inevitável. Com o passar do tempo, foi se tornando mais frequente elas se machucarem. O erro da abelha foi achar que ao machucar a formiga, não deveria se desculpar, já que a formiga também o fazia, e era quase impossível de se evitar. O problema era que sempre que uma machucava a outra sem perceber, elas se afastavam por alguns períodos para se recuperarem, mas acabavam se perdoando inconscientemente e uma procurava a outra para retornar os laços. Isso aconteceu inúmeras vezes, e o período de afastamento se prolongou. Até que chegou um dia em que a abelha machucou a formiga na frente de outros amigos e a formiga notou que a abelha fez aquilo intencionalmente. A formiga se sentiu tão mal que perguntou a abelha na frente de todos: “Porque você sempre me machuca? Parece que tomou gosto. Não entendo.” A abelha pediu desculpas e acalentou a formiga. Só que dessa vez, a formiga ficou pensativa, não conseguia achar razão para aquilo. Elas se afastaram novamente, e a formiga se questionava: “Será que a abelha é realmente minha amiga? Porque ela me machuca? Porque nos machucamos tanto?” Até que a formiga resolveu procurar a abelha para esclarecer o que estava acontecendo. Uma tentou culpar a outra, mas ao fim perceberam que a amizade era mais importante que qualquer mal entendido. Fizeram as pazes e continuaram a amizade por longos verões.